06/07/2014

Drone filma show de fogos de artíficio no meio das explosões

06/07/2014 às 12:13:00

Não sei de onde surgiu a ideia, mas parece que esse cara queria ver de perto as explosões que o maravilha ao longe. E o resultado... Foi incrível. Confira no vídeo abaixo:


Mas e como funcionam os fogos de artifício? Tem muita Química e Física nesses explosivos.

Fogos de artifício existem há centenas de anos. Consistem de pólvora negra (também conhecida como pólvora) ou pólvora cintilante em um tubo de papel com um pavio para acender a pólvora. Pólvora negra contém carvão, enxofre e nitrato de potássio. Uma composição usada em um traque pode conter alumínio no lugar de (ou além de) carvão, com o objetivo de dar mais brilho à explosão.

No esquema abaixo vemos uma concha simples usada em espetáculos, onde o tubo central é pólvora comprimida. Mas a pólvora também é colocada entre as "estrelas" para que acendam com mais facilidade.


Essas estrelas são compostos Químicos que dão cor aos fogos de artifício, como vemos na tabela abaixo.

Cor Compostos Químicos
Vermelho Sais de Estrôncio e sais de Lítio
Carbonato de Lítio, Li2CO3 = Vermelho
Carbonato de Estrôncio, SrCO3 = Vermelho Claro
Laranja Sais de Cálcio
Cloreto de Cálcio, CaCl2
Sulfato de Cálcio, CaSO4 . xH2O (onde x = 0,2,3,5)
Dourado Incandescência do ferro (com carbono), carvão ou negro-de-fumo
Amarelo Compostos de Sódio
Nitrato de Sódio, NaNO3
Criólito, Na3AlF6
Branco Metal branco e quente, como o Magnésio ou Alumínio
Óxido de Bário, BaO
Verde Compostos de Bário + Produtor de Cloro
Cloreto de Bário, BaCl^+ = Verde Claro
Azul Compostos de Cobre + Produtor de Cloro
Aceto Arsenito de Cobre (Verde de Paris), Cu3As2O3Cu(C2H3O2)2 = Azul
Cloreto de Cobre I, CuCl = Azul Turquesa
Roxo Mistura de compostos de Estrôncio (vermelho) e Cobre (azul)
Prata Queima de Alumínio, Titânio ou pó (ou flocos) de Magnésio

Quando o pavio queima dentro da concha, ele acende o explosivo, fazendo com que a concha exploda. A explosão acende a parte externa das estrelas, que começam a queimar, formando cascatas de faíscas brilhantes. Uma vez que a explosão joga as estrelas para todas as direções, é formada uma enorme esfera de luz brilhante que normalmente vemos nos espetáculos de fogos de artifício.

Entenda também sobre as conchas de explosões múltiplas neste link.

Fontes: How Stuff WorksAbout Chemistry e Revista Galileu.
Lucas

Tem vinte e um anos de idade e é o idealizador e designer do Química Suprema. É entusiasta na área de Divulgação Científica com ênfase nas Ciências Químicas e Farmacêuticas. Possui noções de linguagens de programação, e entende de Design Gráfico e manuseio de programas de edição. Em 2013 cursou Licenciatura em Química e em 2014 resolveu trocar para o curso de Farmácia. Estuda na UFF.


COMENTÁRIOS :

 
Mostrar/Ocultar